Para entender mais sobre Direito

Regulamentado procedimento de reconhecimento de responsabilidade tributária de terceiros

A Procuradoria da Fazenda Nacional (PGFN) publicou a Portaria nº 948/2017, que instituiu o Procedimento Administrativo de Respnsabilidade (PARR).

Este procedimento terá por finalidade a responsabilização de terceiros por débitos tributários devidos à União Federal nos casos em que houver indícios de dissolução irregular de um contribuinte com débitos, bem como de que o terceiro investigado seja responsável por eles.

Foi garantido o exercício do direito ao contraditório, estabelecendo-se as regras para intimação e manifestação das partes interessadas, inclusive para interposição de recuros na esfera administrativa.

Conforme o caso, a Receita Federal poderá ser oficiada para instaurar o procedimento de baixa de ofício do CNPJ da empresa dissolvida irregularmente.

Alerta-se para que seja avaliado caso a caso os efeitos dessa norma sobre execuções fiscais em andamento, pois a PGFN vinha defendendo a possibilidade de atribuição de responsabilidade a terceiros independentemente da instauração do incidente de desconsideração de personalidade jurídica, previsto no novo Código de Processo Civil.

 

Fonte: Eberhardt, Carrascoza & Advogados Associados. Advocacia empresarial, atuante nas áreas de direito tributário, penal tributário, societário, cível e trabalhista.


Imprimir

Rua Ângelo Dias | 220 | Ed. George Buatim | 7º andar | Centro | Blumenau | SC | 89010-020 | Fone/Fax +55 47 3041-0004
http://www.ecadvogados.com.br | ec@ecadvogados.com.br